Comendo minha sogra carente

  • julho 27, 2020
  • 169 views
5 votes

Olá, vou contar como Comi minha sogra. Irei usar nomes fictícios para não comprometer os envolvidos. Sou viciado no xvideos, e como não queria fazer o upload de um vídeo por lá, resolvi relatar o ocorrido nesse conto erotico.

Tudo começou quando minha sogra Helena (nome fictício), se separou de meu sogro Adriano (nome fictício), eles eram casados a mais de 30 anos e tinham uma filha a Flávia (nome fictício), que é minha namorada.

Minha sogra tem 52 anos, é morena, cabelos longos pretos, um corpo natural incrível, bunda redonda nada exagerado, peito pequeno e maior cara de safada, mas sempre muito respeitadora por ser uma mulher casada, nunca usando roupas ousadas. Ela se casou nova, aos 20 anos e virgem, o seu único homem foi o Adriano. Mas recentemente o Adriano decidiu se separar dela, nunca ficou claro os reais motivos, ele nunca apareceu com outra mulher ou algo do tipo, mas deve ter se separado para comer a novinhas por aí.

Fazendo companhia para sogrinha

Ela sofreu muito com a separação, ficou um bom tempo triste dentro de casa, Eu e a Flávia, sempre dando todo o apoio para que ela não se sentisse sozinha e desse a volta por cima. Com isso come eu a frequentar ainda mais a casa de minha sogra, já namorava a filha dela a 3 anos, então as vezes mesmo com a Flávia, no trabalho ia para lá fazer companhia para ela. Sem nenhuma malícia, ficamos conversando vendo filme, a separação fez a gente se aproximar bastante.

Alguns meses se passou e ela já tinha se recuperado da separação então diminuir a frequência de minhas visitas. Após uma ano da separação minha sogra continuava sem sair muito e sem nenhum paquera, e isso me fez pensar como ela conseguia ficar sem sexo durante tanto tempo, acabei comentando com minha namorada e ela disse que também não entendia, que sabe que a mãe dela sempre foi muito safada com o seu pai, e não entendi como ela está aguentando, e que ela merecia uma pessoa para ser feliz, aí ela diz, se não fôssemos namorados ia fazer de tudo para pegar a mãe dela para dá um pouco de prazer, na hora tomei aquele susto e disse que ela não poderia pensar essas coisas pois ela era minha sogra. Ela ainda brincou, só duas metida para ela gozar e entramos em gargalhadas.

Alguns dias depois estávamos nos três vendo um filme, quando minha sogra falou que eu estava mudado, que tinha deixado de fazer companhia para ela, que eram divertidas as nossas conversas, falei que ia comparecer mais. Apos isso voltei a frequentar a casa dela com um pouco mais de frequência, pois ela falava que se sentia sozinha.

Certa vez estamos nos três vendo um outro filme que tinha uma cena mais quente, onde percebi a inquietação de minha sogra, parecia ter ficado excitada vendo aquela cena. Nesse filme acabei cochilando e não vendo o final do filme. Alguns dias se passaram e ela me mandou um whatsapp, me chamando para ir para sua casa pois estava se sentindo sozinha. E eu fui, chegando lá conversamos e decidimos ver um filme, pedi para a gente assistir o que tínhamos visto da última vez, pois tinha perdido o final.

Quando chegou na cena quente novamente, notei que ela ficou da mesma forma, aí comentei que aquela cena parecia ser bem real, que jamais deixaria a Flávia, fazer uma cena dessa se ela fosse atriz, ia sentir bastante ciúmes, ela disse que também não teria coragem de fazer, que o homem podia ficar duro e tocar nela, mas que na atual citação que ela se encontra não seria uma má ideia é rimos.

Após o final acabar, ela foi tomar banho e acabou esquecendo a toalha, e me pediu para que pegasse para ela, e assim eu fiz. Porém nesse momento tudo mudou, ao entregar a toalha ela pequena abertura da porta que ela deu, pude ver pelo espelho o seu corpo de forma rápida, sua bundinha arrebitada e seu peitinho durinho, confesso que não vi muita coisa mais foi o suficiente para querer comer minha sogra.

Algum tempo depois a Flávia chegou e nesse dia acabei dormindo lá, fiz sexo com a Flávia pensando em minha sogra, a fodi com tanta força que acho que a Helena escutou os seus gemidos. Na manhã seguinte minha sogra, estava com uma espécie de vestido que parecia uma camisola, na vulgar. Porém destacava sua bunda, e isso me deixou doido.

Sogrinha carente: comi a bucetinha meladinha dela

Algum tempo depois decidi ir na minha sogra novamente sem avisar, chegando lá ela ficou surpresa com minha visita e me pediu para entrar. Ficamos conversando e decidimos ver outro filme, porém dessa vez foi diferente sentei mais próximo dela pois sabia que esse filme tinha cenas quentes, então na hora da cena notei que ela ficou diferente, então perguntei se ela estava bem, ela disse que sim, mas confessa que aquela cena mexe com ela, pois ela tinha muito tempo sem nenhum homem, falei que ela devia buscar uma companhia, conviver sozinha não era ideal, um parceiro faria bem para ela. Foi quando ela disse que a Flávia, falou que se não fosse minha namorada faria de tudo para a gente transar, aí falei que a Flávia tinha dito o mesmo para mim e que ela era doidinha.

Ela aproveitou para avisar que ouviu a gente transando e que quase vai no quarto pedir para fazemos menos barulho, mas não o fez com medo da Flávia chamar ela para a brincadeira, rimos muito.

Aí foi minha deixa, perguntei se a Flávia, chamasse se ela ia? Ela disse que não sabe, pois dependeria muito do momento. Mas que do jeito que ela anda…. Bem capaz de aceitar. Aí perguntei “E se eu te chamar?”, ela como assim? E se eu te chamar para a gente brincar um pouco, ela disse que era para eu parar com essas coisas, pois era errado, porém ficou um pouco mais próxima a mim. Nisso falei que era apenas uma brincadeira, ela levantou e ia sair, a puxei pelo braço e ela caiu sentada no meu colo, e falei que não era errado se ambos queríamos. Ela ficou me olhando, foi quando tomei a iniciativa e dei um beijo.

Ela afastou o rosto dizendo que era errado, mas a beijei novamente com mais intensidade e ela começou a retribuir meu beijos com intensidade. Ela me apertada, mordia meus lábios e orelha, dizendo que aquilo era uma loucura, que era errado, mas não deixava de me beijar.

Fui apertando ela mordendo seu pescoço, tirando sua roupa, e vi aquela mulher morena com uma calcinha preta linda, com aqueles seios a mostra toda para mim, ela tirou meu pau para fora do short, pegou na mão e ficou com leves movimentos de vai e vem, com seu rosto muito próximo a ele, nisso notei sua certa indecisão se devia ou não colocar na boca, dei um beijo nela, peguei meu pau e logo em seguida direcione a sua boca, onde ela passou a língua na cabeça, apois isso deu uns beijos e começou a chupar.

Nossa que chupada gostosa ela mamava com vontade, sugava cada centímetro dele. Babava, chupava as bolas, tava com muito tesão. Pedi para ela ficar de 4, e tirei sua calcinha devagar, sua buceta estava encharcada, passei a linha devagar, ela se arrepiou toda, chupei bem gostoso sua buceta, meti dois dedinhos e ela gemeu tão gostoso, sentir suas pernas estremecer. Não demorou muito e ela disse que queria sentir minha pica dentro dela, ela se virou no sofá e disse que era para meter duas vezes, como a Flávia tinha recomendado, falei “tá bom, só duas metida, a Flávia só autorizou duas”.

Coloquei meu pau devagar, e fui preenchendo aquela buceta, ela me apertou, me arranhou enquanto meu pau entrava. Quando ele entrou todo ela soltou um gemido, aí falei “Vou começar agora, aproveita que é só duas”, tirei meu pau até a metade e meti, depois tirei ele quase todo deixando apenas a cabeça e soquei toda com força, aí ela disse ” por favor, mete mais, duas é muito pouco”.

Comecei a meter minha pica naquela buceta, ela gemia dizia que tava com saudades de se sentir mulher, que minha pica era muito boa. Ela tem um gemido tão gostoso, que misturava com sua respiração ofegante dava bastante tesão. Ela pediu para sentar em mim, meu Deus… Que sentada gostosa, meu pai entrava todo, foi quando ela pediu para xingar ela, chamei de puta, que ela estava sentando em cima do genro, que ela era uma vadia, e ela começou a sentar com mais força, falei para ela ficar de quatro, que eu ia comer ela feito uma cachorra que ela é, ela colocou aquele rabo para cima e disse para eu meter com força e sem pena.

Comecei a meter, ela gritava de prazer, abafei seu rosto com a almofada, para não correr o risco de algum vizinho escutar. Falei que queria fuder aquele cuzinho, ela não deixou. Falou que ninguém nunca comeu o cu dela e que era para eu me contentar com a buceta. Então continuei socando com força, falei que ia gozar ela disse para eu gozar dentro de sua buceta, ela queria sentir meu leite dentro dela, gozei forte, acho que nunca tinha gozado tanto assim.

Ficamos ali deitado no sofá, até recuperar as energias, após isso tomamos banho e ficamos juntinho vendo filme. Ela falou que aquilo não poderia se repetir pois foi errado. E que foi uma tarde única que ela nunca vai esquecer, mas que a após a Flávia chegar esse assunto nunca deve ser comentado.

Algum tempo depois ouvimos o barulho no portão, ela ficou longe de mim e nossas vidas voltaram ao normal….
Pelo menos foi o que achei, depois trago a parte 2.


Ver mais relatos de contos eróticos com fotos

1 comentário para “Comendo minha sogra carente

  1. Henrique • 28 de julho de 2020

    Conto delicioso, todo genro deveria comer a sogra…

Deixe seu comentário

Meus contos eroticos é o melhor site de relatos eróticos da internet. Sempre com os contos mais picantes e cheios de sensualidade. Aqui tem um acervo de histórias reais sobre sexo, para todos os gostos. Tem contos pornô gay, hétero, fetiche, corno, coroas e muito mais. O meu contos eróticos é atualizado diariamente, trazendo para os leitores, o melhor em conteúdo totalmente grátis para você soltar a imaginação e curtir muito prazer com cada relato real contado aqui. Você pode compartilhar com a gente o seu conto, basta clicar no link e colocar a criatividade em prática, contemplando os leitores com suas experiências sexuais mais safadas.
© 2020 - Contos Eróticos – Contos de Traição, Incesto, Pornô e Sexo

- - - - - - - - -

error:


conto erotico sexo analnovinhas contosconto erotico traicaocontos eroticos cuquero ver contos eróticoscontos pornográficoscontos sexo reaiscontos eroticos tiocontos eróticos de sexocontos eroticos tiocontos eróticos travesticontos eroticos.comcontos eroticos com maecontos.eroticos.dei minha bucetinhaconto erotico filhocontos eróticos cunhadacontos eróticos de incestoconto sexo analcontos eróticos coroascontos eroticos animadoscontoseroticos.com.brconto erotico travestisexo anal relatosnovinhas contoscontos eroticos ninfetascontosde sexocontos de incestoscontos eróticos de traiçãocontos eroticos traiçãocontosdesexocunhada contosconto erotico lesbicocontos eróticosconto erotico traiçãocontos eróticos de novinhascasadas traindorelatos sexuais de cornocontos de sexocontos de travestisconto eroticos incestocontos eróticos de lésbicasconto erótico empregadaconto erotico com filhaminha sogra gostosaconto erotico analcontos eróticos meninacontos erotticoscontos eróticos de traiçãocontosdesexocontos eroticascomi minha enteadahistórias de incestocontos eroticos gratiscontos eroticos transsexo a tres contocontoseroticos.comcontos de travesticontos eroticos com a cunhadacontos de sexo com novinhascontoa eroticoscontos eroticos mulher casadacontos com a sogracontos eroticos de casadascontos eróticacontos eróticos casadacontos eroticos com a sogracontos encestocontos erotico mae e filhocontos eroticos de empregadaconto erótico anal