Meus Contos Eróticos » Contos de Virgens » Peguei No flagra minha namorada transando com o Pai dela

Peguei No flagra minha namorada transando com o Pai dela

  • abril 25, 2019
  • 2344 views

Eu namorava uma menina chamada Daniela. Era uma loirinha muito gostosinha, um verdadeiro tesão de apenas 19 anos, e eu com a mesma idade. Era minha paixão…

Minha surpresa foi quando eu a vi no colo do seu pai, toda nua.  Meu sogro é literalmente um Velho… E ver aquele velho com Minha namorada novinha, me deixou com tesão e essa história se repetiu e se repete ainda… Vou narrar os detalhes pra que vocês Se deliciem….

Como tudo começou…

Depois de um tempo de namoro, quando transamos primeira vez…. Ocorreu tudo legal, exceto que não senti seu hímen. Ela me confessou ter uma única relação sexual antes da minha. Tudo bem, continuamos o namoro normalmente. Um belo dia, Daniela confessou que estava um pouco ruim, não se sentia bem. Decidimos adiar nosso passeio. Ela porem, relutou quando eu disse que a visitaria, queria ficar sozinha. A mãe haviam viajado, e ela, além de estar doente, teria que fazer o trabalho que a mãe faz no jardim.

Mesmo contra sua vontade, achei que deveria visita-la. Caminhei até sua casa e entrei, pois encontrei o portão aberto. Me aproximei do jardim e ouvi alguns barulhos estranhos vindo lá de dentro, uns sussurros e gemidos.

Me escondi atrás de uma mureta e vi a cena, que me assustou bastante e me deixou de pau duro: minha namorada, estava nua no quarto, próximo a seu pai. Ele também estava nu, e sentado na cama.

A primeira cena que eu vi não saiu de minha cabeça e tirei foto do meu celular para registrar esse momento… Minha namorada e o pai dela estavam fazendo um belo 69…

Depois…Ele inclinou pra trás e apontou seu pau pra cima. Ela, virou-se de costas pra ele e abriu as perninhas lindas e torneadas.

Logo que ficou na posição, Daniela abaixou-se e eu pude ver o pau enorme sumindo-lhes na carne. Daniela permanecia natural, como se sexo fosse algo como o almoço ou a novela da tarde. Nem mesmo prazer ela exibia.

Daniela começou a subir de descer naquele pau, e seu pai gemia como um condenada.

Ela dizia:

– foda-me logo papai?…. Mais fundo um pouquinho pai.

Eu não aguentava ver aquela bucetinha sendo judiada com prazer pela pica do pai, mas o medo não me permitia sair do lugar.

Daniela soltou um gemido, de prazer, mas continuou a subida. Isso durou mais alguns minutos, quando ela subiu e o pau soltou o primeiro jato de porra, sujando sua vulva. Não vi os jatos restantes, por que ela baixou novamente e engoliu os jatos de porra do pai.

Seu pai parou os movimentos. Daniela se retirou, exausta, e perguntou ao pai se tinha gostado.

O pai confirmou com a cabeça. Daniela deitou-se na cama, com a cabeça no colo do pai e passou a lhe chupar o pau, embora sua bucetinha tenha limpado toda a porra.
Em troca, o pai passava um lenço na bucetinha (enfiando alguns dedos) para limpa-la.

Assim que a seção de limpeza terminara, seu pai entrou pra dentro de casa. Eu sai então da mureta e surpreendi minha namorada se trocando. Contei a ela que vira tudo, e queria saber por que ela fazia isso.

Ela disse que o único pau na vida dela era o do seu pai, nunca (nem mesmo comigo) tivera prazer. Ela estava então trocando, se eu quisesse, nosso namoro por segundos de prazer. Disse que adorava sentir o esperma do pai no seu útero, e nada mais a satisfazia que gozar num pau daquele tamanho.
Eu perguntei se haveria uma outra forma… Ela disse que sim, havia, se eu estivesse disposto a me tornar um corno. Aceitei na hora.
Ela disse que eu deveria estar amanhã a esta mesma hora na casa, que eu teria meu batismo de chifres.

Concordei, e pedi pra lamber sua xota. Ela disse que não, pois toda a porra foi limpada, mas ela deixaria eu fazer isso depois. Concordei e fui embora.

No dia seguinte eu fui até lá, no horário combinado. Daniela me pegou pela mão, e me levou até o quarto dos seus pais, onde seu pai já estava todo nu, deitado na cama. Ela disse que pra ser oficializado corno, deveria facilitar a entrega da minha putinha.

Concordei prontamente, e tirei a roupa dela. Peguei no colo, e deitei na cama.

Abri suas pernas e depois estendi os grandes lábios da buceta. Ela pediu que eu continuasse assim, e o pai dela se levantou e a penetrou normalmente, como se pai e filha fosses (e na verdade eram) marido e mulher……

Falava:

– me fode papai…meu corninho esta gostando?

Fiz mais coisas alem dessa, como abrir seu cuzinho para ver meu sogro tirar a virgindade do cu de minha namorada safada, lamber sua buceta com porra, bater punheta pro sogro afim dele gozar na cara da minha namoradinha…

Nunca pensei que fosse viver isso… Mas Hoje posso afirmar que oito anos depois, ainda somos felizes nisso….
Casei com Daniela, mas quem faz a lua de mel é o sogrão….


Contos eroticos relacionados

Relatos de contos eroticos com fotos

Deixe seu comentário

Meus contos eroticos é o melhor site de relatos eróticos da internet. Sempre com os contos mais picantes e cheios de sensualidade. Aqui tem um acervo de histórias reais sobre sexo, para todos os gostos. Tem contos pornô gay, hétero, fetiche, corno, coroas e muito mais. O meu contos eróticos é atualizado diariamente, trazendo para os leitores, o melhor em conteúdo totalmente grátis para você soltar a imaginação e curtir muito prazer com cada relato real contado aqui. Você pode compartilhar com a gente o seu conto, basta clicar no link e colocar a criatividade em prática, contemplando os leitores com suas experiências sexuais mais safadas.
© 2019 - Meus Contos Eróticos
- -

Online porn video at mobile phone


contos heróicosconto erótico novinhacontos eroticos enteadacontos eroticos com meninascontos eroticos com homens mais velhoscontos eroticos meninacorno contocontos pornográficoscontos eroticos de incestoscontos eróticos de esposascontos pornonovinha contoscontos eróticos de incestohistórias de incestoconstos eroticoscontos sexo em familiacontos eroticos pornocoroa contoscontos eroticos incestuososconto erotico padrastocontos eroticos para mulheresconntos eroticosconto erotico em familiacontos eroticos insestocontos sogranovinha conto eroticoconto analcontos de enteadaconto erotico incesto mae e filhocontos eroticos empregadascontos eroticos perdendo a virgindadecontos porno analcontos orgiacontoa eróticosconto eróticoscontos eroticos minha sogracontos insestoscontos heroticos incestosuruba contoscontos picantecontos eróticos casaisconto erotico com novinhacontos eroticos de casadascontos eroticos meu filhoconto erotico primaconto erotico coroacontos eroticos incestoconto erotico casadacotos eroticoscontos eroticos mulher casadaconto sogracontos marido cornocontos eróticos casalcontos eróticos gratiscontos eroticos professorasexo anal contoscontos eroyicoscontos de bucetacontos eroticos mae filhocontos de travesticontos eróticos de mãecontos eroticos comcontos com travestiscontos eroticos de esposascontos eroticos de esposascontos eróticos esposaconto erotico sogracontos eroticos de crentescontos eroticos empregadacontos eroticos meninas novinhascontos eroticos com incestohistoria de sexo lesbicocontos incesto realcasa do contos eroticosmeu filho me comeucontos eróticos entre mulherescontos eroticos brcontos pornodei para meu tiocontos eroticos veridicosconto erotico com cunhadanamorada surubacontos de sogracontos analconto erotico irmãconto erotico com sogra